Politics

Bolsonaro diz que argentinos ‘não ajudariam muito’ na Bahia: ‘Talvez até atrapalhassem um pouco’


Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O presidente Jair Bolsonaro usou parte de sua transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira 30 para tentar justificar sua decisão de negar ajuda humanitária da Argentina à Bahia, estado que sofre com a consequência de chuvas.

“Agradeço aí ao Alberto Fernández pelo oferecimento, mas 10 pessoas não iam nos ajudar muito, talvez até atrapalhassem um pouco. Se tiver uma outra coisa para a Argentina oferecer, agradeço de coração”, afirmou o ex-capitão. Na sequência, tornou a ironizar a situação da Venezuela.

“Agora, país da América do Sul que quiser ajudar o Brasil, se puder se prontificar a receber venezuelanos, estamos prontos para mandar venezuelanos que chegam às centenas ao Brasil. Quem quiser colaborar nesse sentido, é só entrar em contato com o embaixador”, prosseguiu. “Venezuelanos que têm fugido do comunismo implementado lá.”

A Superintendência de Proteção e Defesa Civil informou nesta quinta-feira 30 que chegou a 25 o número de mortos em consequência das chuvas na Bahia. 91.806 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas. Ao todo, 643.068 pessoas foram afetadas.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), declarou que o estado aceitará qualquer tipo de ajuda internacional, “sem passar pela diplomacia brasileira”.

“Os baianos e brasileiros que moram aqui no estado precisam de todo tipo de ajuda. Estamos trabalhando muito, incansavelmente, para reconstruir as cidades e as casas destruídas, mas a soma de esforços acelera este processo, portanto, é muito bem-vinda qualquer ajuda neste momento”, escreveu o petista nas redes sociais.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *